Autor: Lygia Bojunga
Editora: Casa Lygia Bojunga
Páginas: 135
Ano: 2013
ISBN: 9788589020039

Sabe aqueles livros para criança que você para e pensa “isso é realmente apenas para o público infantil?”, pois é, acabei me deparando com “A Bolsa Amarela” e me surpreendendo muito com a história!

Raquel é uma menina encantadora que possui três grandes desejos: o primeiro é ser escritora, o segundo é ser um menino e o terceiro é ser adulta. Contudo, sua família em nada apoia a menina e às vezes até tem atitudes erradas com a garotinha. Cansada de carregar tantos desejos sozinha, Raquel ganha uma velha bolsa amarela de fivela, ali passa a guardar seus desejos, seus textos, um guarda-chuva quebrado, um alfinete enferrujado e até mesmo um galo chamado Afonso, que saiu de uma de suas próprias histórias!

Em seu dia a dia, passa por diversas aventuras entre realidade e imaginação, e com o passar do tempo, Raquel nota que sua bolsa está ficando cada vez mais pesada e inchada, tamanha as bugigangas que carregava sempre consigo. No decorrer do livro vão surgindo aventuras cada vez mais divertidas para a garota enfrentar ao lado de sua estimada bolsa amarela!

“Se o pessoal vê as minhas três vontades engordando desse jeito e crescendo que nem balão, eles vão rir, aposto. Eles não entendem essas coisas, acham que é infantil, não levam a sério. Eu tenho que achar depressa um lugar pra esconder as três: se tem coisa que eu não quero mais é ver gente grande rindo de mim.” – A Bolsa Amarela

O livro, obra nacional, é encantador pela delicadeza e a crítica que faz a muitos fatos da nossa realidade através do olhar de uma menina cansada de não ser compreendida e respondida. Achei muito interessante seus questionamentos e o modo como busca as respostas para cada um deles.

“Às vezes a gente quer muito uma coisa e então acha que vai querer a vida toda. Mas aí o tempo passa. E o tempo é o tipo de sujeito que adora mudar tudo. Um dia ele muda você e pronto: você enjoa de ser pequena e vai querer crescer.” – A Bolsa Amarela

Outro fato legal que o livro nos ensina é a magia de não desistir daquilo que queremos. Parece que depois que crescemos e temos que encarar uma vida adulta cheio de problemas, contas e desafios repercutem na ausência de coragem em tentar realizar nossos sonhos, de ser quem somos. Raquel mostra que se ela, apenas uma menina, consegue ter a garra e a força de vontade para ir atrás do que quer, por que nós não podemos ter também?!

É uma leitura fácil, rápida e muita divertida. Para todas as idades e fases da vida!

“_Você não vai mais esconder as vontades dentro da bolsa amarela? _Não. Elas viram que eu tava perdendo a vontade delas, então perguntaram se podiam ir embora. Eu falei que sim. Elas quiseram saber se podiam ir que nem pipa e eu disse ‘claro, ué’.” – A Bolsa Amarela

6 Comentários

  1. Oi Melissa, tudo bom?
    Nossa, pela capa e o título confesso que não teria tanto interesse no livro, mas fiquei encantada ao ler sua resenha, adoro livros que tem uma reflexão por trás, estou lendo muito livros assim agora, e esse parece ser perfeito para mim. Vou procurar lê-lo!

    Bjs
    www.paginadaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem e com você?!
      Sim, é um livro que de início não damos nada, mas depois você para pensar "que livro incrível"! Espero que faça uma boa leitura!

      Beijos <3

      Excluir
  2. Respostas
    1. Que amor, é um ótimo livro sem dúvida! <3

      Excluir
  3. Nosssa <3 <3 foi meu primeiro livro !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que amor <3 não foi o meu primeiro livro, mas tem todo meu amor como se fosse <3

      Excluir