Bom dia! Hoje é o último dia do ano e é incrível como ficamos nostálgicos nessas épocas do ano! No Natal somos acolhidos pela família e bom senso de viver aconchegados a esse sentimento de paz e união, e no Ano Novo é sempre aquela apreensão para enfrentar mais um ano, viver mais um ano e tentar cumprir suas metas feitas em 2012, haha!
      Acho que todo mundo passa por isso nessa época, e com ela vem também às retrospectivas do ano! Tudo que foi falado, visto, dançado e/ou lido no ano! Pensando nisso, fiz um “Top 5” dos livros que eu li esse ano, algo rápido, só para essa data não ficar em branco!

      Esse ano, em minha opinião, não li tantos livros como gostaria, mas estou feliz em ter lido o que li. Foi muito difícil escolher apenas cinco, mas esses cinco foram os que mais se destacaram. Não pela quantidade de estrelas, mas sim pelas emoções e os sentimentos a flor da pele que cada um me fez passar, desde um sorriso a uma corrida desesperada em saber se no final tudo daria certo! Então vamos lá?!

      O primeiro que escolhi foi A Estrela Que Nunca Vai Se Apagar, Esther Earl (resenha); esse livro foi importante para mim pelo fato de, primeiramente, ele ser real e, segundamente, por transformar minha forma de olhar a vida. No dia a dia nos esquecemos de viver, aproveitar a vida e muitas vezes nos fechamos aos problemas reais de outras pessoas.
      Conhecendo a Esther a cada página, me apegando a ela a cada palavra eu apenas pude pensar: ela viveu tudo isso com um sorriso no rosto?! Não sei se teria a força e a coragem que ela teve e não sei explicar, mas ela me transformou de alguma maneira. Olhar mais ao próximo, não se abater tanto por problemas pequenos e aproveitar nossas vidas. Uma estrela que envolve a todos que a conhecem!

      O segundo foi As Crônicas de Nárnia – Volume Único, C. S. Lewis (resenha); ok, o que dizer deste livro? Bem, sempre achei que depois que ficávamos mais velhos era totalmente “proibido” ler e acreditar em contos de fadas. Porém, seguir essa regra é extremamente difícil quando se é apaixonada por desenhos, animes e “atividades infantis” (como por exemplo, ir ao cinema só para assistir lego, haha :3), e foi aí que eu conheci uma frase bastante famosa de Lewis: “um dia você terá idade o suficiente para começar a ler contos de fadas outra vez”.
      Conhecer essa frase me fez mudar um pouco a perspectiva que eu tinha sobre essas regras da sociedade, e já conhecendo os três filmes de “As Crônicas de Nárnia” decidi que estava na hora de ler o livro! Demorei três meses, mas sim, eu li tudo. Não me arrependo, foi muito prazeroso e hoje me sinto livre para ser uma “criança” feliz!

      O terceiro foi escolhido com muito carinho! A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista, Jennifer E. Smith (resenha). Fazia muito tempo que eu não me envolvia em um romance clichê, não vivia uma boa história de amor que se passasse em uma vida normal, em um acontecimento normal e um local normal. Esse livro trata-se de uma jovem que vai viajar para outro país e no aeroporto conhece um garoto, ao qual rola uma química ao primeiro olhar, ou melhor, a primeira mala! As chances de isso acontecer é uma em milhão (ou não :v), mas é tão envolvente! Se passa em 24 horas e a autora faz com que o nosso relógio se torne o tempo do livro. É genial, hehe!

      O quarto foi meu queridinho do momento, Cidades de Papel, John Green (resenha); apesar de sentir que arrastei a leitura em alguns momentos no meio do livro, o começo e o final o tornaram extremamente empolgante! Simplesmente me apaixonei pelo Q, Ben e Radar e acho a Margo uma personagem incrível!
      Esse livro me fez desejar diálogos diversificados com meus amigos, querer viajar sem um rumo certo com meus amigos, viver um mistério e, acima de tudo, passei a analisar as muitas cidades de papel e as pessoas de papel que somos. O que mais amo nesse livro é o fato de ele me fazer rir e refletir ao mesmo tempo...

      E por ultimo, e não menos importante, Belo Desastre, Jamie McGuire (resenha); Belo Desastre foi marcante, eu lembro que quando comecei a ler ele, indiquei a todas as minhas amigas da escola e ficávamos falando sobre o Travis, hehe. E foi na época que comecei o blog, então me marcou muito!
      Esses foram os meus cinco favoritos do ano. Não estão em ordem e cada um me fez sentir uma emoção diferente, é brilhante. Como é uma tradição fazer metas para o ano novo, separei cinco livros que pretendo ler ano que vem o mais breve possível (não que eu vá ler só cinco livros, mas já começarei o ano com cinco livros na frente dos outros, rsrs).

                                 

      A Escola do Bem e do Mal (Soman Chainani); De Volta aos Sonhos (Bruna Vieira); O Diário da Princesa (Meg Cabot); Até Eu Te Encontrar (Graciela Mayrink) e O Teorema Katherine (John Green).
      Dois deles eu estou quase terminando, pois simplesmente não pude esperar pela virada do ano para começar a devorá-los, hehe. Então é isso galera, o blog deseja a todos um Feliz Ano Novo, cheio de virtudes, paz e que 2015 seja um ótimo ano literário para todos nós! Até o ano que vem!

2 Comentários