Antes de começar o post, queria anunciar o Por Trás Da Estante é um projeto que eu estou realizando a fim de trazer para o blog outros assuntos. Uma espécie de Coluna Semanal, onde toda semana eu trarei um assunto novo para abordar aqui! :)


        Thereza (Mayara Constantino) é uma adolescente leitora que vive a recente perda de seu tio, a quem tinha muito apego. Cursando o primeiro ano do ensino médio, Thereza usa dos livros clássicos da literatura para tirar aprendizagens e conselhos para sua vida.
        Essa singela série de treze episódios surgiu em 2009, sendo produzida pelo Ioiô Filmes em parceria com a TV Cultura. Ela veio derivada de um curta-metragem do mesmo nome que tratava o relato de Débora sobre o fato de ter que estudar Hamlet (Shakespeare) justamente quando sua vida não anda tão boa.
        Trazendo em uma linguagem simples e mais “real” os clássicos da literatura, como “Os Lusíadas”, Rafael Gomez e Esmir Filho cativam o jovem a se interessar pela literatura clássica, mostrando-nos que os livros como “Senhora”, “O Auto da Barca do Inferno”, “Dom Casmurro” e entre outros não são um bicho de sete cabeças como nós pensamos.
        Eu particularmente amo essa série. Thereza nos cativa a querer ler algum livro, a querer ter esse contato com as personagens do livro e realmente viver nossas vidas como se fossem páginas e mais páginas de uma aventura incrível!
        Sempre defendo que é uma série totalmente educativa e que deveria receber mais atenção do público, pois acaba demonstrando que as leituras obrigatórias da escola não são tão chatas como a gente acha e o quão elas podem ser interessantes aos jovens.
        É claro que a série também não se rodeia apenas em livros há todo um romance com João Felipe, que namora Dalila, mas gosta de Thereza, que é amiga de Marcos, que anda com Letícia, que fez quinze anos em uma festa “rosa bebe” que na verdade era verde! Há e têm a Dona Marta e o seu Décio, os pais da Thereza e o “fantasma” do Tio Augusto, aquém a protagonista era muito apegada.
        O curta-metragem que virou série e logo em seguida virou livro tem uma legião de fã-leitores assim como eu, que não gostavam de ler – ou já faziam a arte do ofício – e com a série aprendeu que sem o conhecimento, sem a literatura, não somos absolutamente nada! Vocês podem encontrar a série completa na internet ou comprar o box dos dvd’s.
        Espero muito que com esse post enorme tenha adocicado o corações de vocês para quererem devorar todo o conhecimento que “Tudo O Que É Sólido Pode Derreter” tem a oferecer, desde as músicas citadas, o enredo e claro, os livros! Ainda torço por uma segunda temporada, sem dúvida é uma série que deveria ter continuação.

Deixe um comentário